TJRO contribui com a cidadania doando livros para projetos voltados à leitura

livros - TJRO contribui com a cidadania doando livros para projetos voltados à leitura - luiz paulo batista

O compromisso social da campanha Leitura que Liberta, do Tribunal de Justiça de Rondônia, esteve em evidência nesta terça-feira, 07 de maio, com a entrega dos livros arrecadados durante todo o mês de abril, no Edifício-sede e na Comarca de Ji-Paraná. Os materiais foram entregues ao Tribunal de Contas do Estado (TCE) e ao Instituto Federal de Rondônia (Ifro).

A campanha arrecadou 530 livros, dos quais 330 são de cunho literário, doados ao projeto Boas Contas, do TCE, e os outros 200 livros, de conteúdo jurídico e didático, para a Biblioteca do Ifro.

Durante o evento, o titular da Secretaria-Geral da Presidência do TJRO, o juiz Sérgio William Domingues Teixeira, destacou a importância do trabalho para a formação social do reeducando. “Essa atividade permite que, por meio da leitura, haja a remissão de pena e com isso a redução do tempo de encarceramento. Parabenizo a todos os servidores do Tribunal envolvidos neste projeto”, destacou o juiz.

O projeto foi implantado pelo Núcleo de Gestão Socioambiental (Nuges) do TJRO com a finalidade de coletar livros a serem doados ao Programa “Boas Contas”, executado pelo Tribunal de Contas do Estado de Rondônia, que visa à ressocialização de reeducandos pela leitura e resenha de livros.

O servidor do Nuges, Alexandro Pinheiro de Almeida, diz como surgiu a ideia do projeto. “Em contato com os colegas do TCE, fomos informados da carência de material bibliográfico para execução do projeto, faltava diversidade e quantidade, pois havia naquele momento uma demanda reprimida de reeducandos querendo participar e não havia livros suficientes para atender a todas as unidades prisionais onde o projeto “ Boas Contas” atuava”, contou.

Alexandro avalia que para primeira ação, neste molde, “o êxito foi além do esperado. Ano que vem pretendemos trabalhar mais, efetivar outras contribuições, estabelecendo novas parcerias”, concluiu.

O presidente do TCE-RO, Edilson de Sousa Silva, enfatizou o trabalho de compromisso social. “O Poder Judiciário dá um bom exemplo de cidadania, pois está contribuindo com um projeto que resgata a dignidade humana, lançando mão da leitura, possibilitando uma nova visão de mundo”, disse.

A bibliotecária Miria Veiga, representando o Ifro, garante que a destinação dos livros, principalmente os de conteúdos jurídicos, terão bom aproveitamento tanto por parte da comunidade acadêmica quanto por moradores ribeirinhos, os quais farão uso do material para estudo para concurso público, principalmente. Miria revelou que parte do material recebido será destinada à formação da biblioteca da comunidade de Puruzinho, às proximidades de Humaitá-AM.

A campanha foi executada no período entres os dias 04 a 26 de abril em todos os prédios das Comarcas de Porto Velho e Ji-Paraná.

 

Assessoria de Comunicação Institucional

Comentários
Os comentários são via Facebook, e é preciso estar logado para comentar. O comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do Blog. Você pode ser denunciado ou até mesmo banido caso comente algo racista, incite o ódio ou poste spam.